Ordenar por:

Dúvidas mais frequentes

Como o próprio nome já sugere, o forno micro-ondas funciona através de micro-ondas – ondas de rádio de geralmente 2,5 GHz – que são absorvidas pela água, açúcares e gorduras e se convertem imediatamente em calor, devido à agitação dos átomos dos alimentos.

Objetos de metal refletem as micro-ondas ao invés de absorvê-las. Assim, eles não são adequados para serem utilizados no forno micro-ondas e quanto mais finos forem, mais faíscas produzem. Objetos de vidro e cerâmica também não são indicados para micro-ondas, pois têm um aquecimento muito apurado e assim seu manuseio fica prejudicado, com risco de queimaduras. Há certos tipos de plásticos que são ideais para micro-ondas, já que suportam as ondas. Normalmente têm uma identificação gráfica em si – três ondas, uma acima da outra. Mas, atenção: tenha cuidado para não aquecer plásticos impróprios (sem indicação) no micro-ondas, pois eles liberam Bisfenol A, substância que compõe certos plásticos e que em doses altas é tóxica.

O tamanho ideal de micro-ondas tem a ver com necessidades de uso e quantidade de pessoas que utilizarão o eletrodoméstico. Para ajudar na escolha, veja algumas dicas a seguir:

  • Micro-ondas de até 24 litros: Ideal para pessoas solteiras ou casais que irão utilizar o forno micro-ondas para aquecer, descongelar, cozer e gratinar diariamente.
  • Micro-ondas de 24 a 30 litros: Esse modelo é perfeito para famílias que usam intensamente o micro-ondas para descongelar, cozer, aquecer e gratinar. Ele possui capacidade suficiente para dar conta do recado.
  • Micro-ondas de mais de 30 litros: Essa capacidade de micro-ondas é ideal para lugares onde há muitas pessoas que utilizam diariamente o eletrodoméstico para aquecer e descongelar alimentos – como em escritórios, por exemplo.