Ordenar por:

Dúvidas mais frequentes

Todos os pneus possuem um código que indica o seu tamanho, altura, largura, raio da roda, capacidade de carga, velocidade máxima e pressão. É muito importante que você entenda esse código para acertar na escolha de seu pneu. Veja o exemplo: P175/70 R14 86V

P = tipo do pneu

175 = tamanho da banda de rodagem

70 = proporção entre faixa lateral e banda de rodagem

R = pneu radial

14 = diâmetro da roda (aro)

86 = índice de carga

V = velocidade

A melhor forma de otimizar o uso dos pneus é fazer um rodízio unidirecional com os mesmos, ou seja, os pneus que estiverem sendo usados na parte dianteira, passam para a traseira e vice-versa. A troca cruzada não é indicada, pois os pneus podem ter desgastes irregulares e isso irá prejudicar na condução do veículo.

É muito importante que os pneus estejam com a calibragem correta, pois um pneu vazio ou muito cheio pode desgastar de forma desigual a borracha.  Por isso, é indicado que o proprietário do veículo verifique periodicamente a pressão dos pneus. Vale ressaltar que cada marca e tipo de carro tem uma sugestão específica de calibragem, então não há um padrão igual para todos os veículos.

Baixa pressão significa que o pneu está com menos ar do que o indicado. Como consequência, há alteração da área de contato do pneu com o solo, o que aumenta o consumo de combustível. Alta pressão é o oposto: há mais ar dentro do pneu do que o indicado. Nesse caso, o pneu - com mais pressão - fica mais propenso a sofrer danos, cortes e impactos.